Notícias Notícias

Voltar

Instituída a Comissão de Prevenção e Enfrentamento do Assédio Moral e do Assédio Sexual no TJPR


INSTITUÍDA A COMISSÃO DE PREVENÇÃO E ENFRENTAMENTO DO ASSÉDIO MORAL E DO ASSÉDIO SEXUAL NO TJPR

Confira os membros que irão compor o comitê no âmbito do Poder Judiciário paranaense

Entre os dias 7 e 14 de abril, foi realizada uma votação virtual para escolher um magistrado e um servidor para compor a Comissão de Prevenção e Enfrentamento do Assédio Moral e do Assédio Sexual do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR). A implementação da Comissão visa atender à Resolução nº 351/2020 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que instituiu a Política de Preservação e Enfrentamento do Assédio Moral, Assédio Sexual e da Discriminação no âmbito do Poder Judiciário, cujo cumprimento é acompanhado pelo CNJ. Além disso, também está alinhada aos Princípios Norteadores da atual Gestão de valorização do ser humano e ampliação da capacitação dos Magistrados e Servidores. 
 
O processo eleitoral foi elaborado e realizado pelo Departamento de Planejamento (DPLAN), junto ao Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação (DTIC). Servidores e magistrados puderam votar em seus pares, dentre aqueles que já haviam se inscrito para participar do processo. A Juíza de Direito Substituta Priscila Soares Crocetti recebeu o maior número de votos entre os magistrados e o Senhor Antonio Toshio Sato o maior número de votos entre os servidores. 
 
Confira a composição integral da Comissão de Prevenção e Enfrentamento do Assédio Moral e do Assédio Sexual do TJPR, nos termos do artigo 15, inciso I, da Resoluçãoº 351/2020 do CNJ:
 
- Desembargadora Vilma Régia Ramos de Rezende, que presidirá a Comissão; 
- Fernanda Oliveira de Queiroz, servidora indicada pela Presidência;
- Claudia Cristina Martins Tria, servidora indicada pelo Presidente da Comissão Permanente de Acessibilidade e Inclusão;
- Jeane Carla Furlan, magistrada indicada pela Associação dos Magistrados do Paraná (AMAPAR);
- Priscila Soares Crocetti, Juíza eleita em votação direta entre os magistrados;
- Thiago Luiz Schimanoski Cortelini, servidor indicado pelo Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Paraná (Sindijus);
- Antonio Toshio Sato, servidor eleito em votação direta por seus pares;
- Marcos Orlando Covalski, como colaborador terceirizado; e
- Milena Lisbôa de Santa Clara, estagiária.
 
Na condição de convidados, conforme §2º do artigo 15, a Comissão contará, ainda, com os seguintes membros:
- Lívia Martins Salomão Brodbeck, como membro convidada da Defensoria Pública do Estado do Paraná;
- Miriam de Freitas Santos, como membro convidada do Ministério Público do Estado do Paraná.
 
Curso de formação sobre a temática “Assédio Sexual: teoria e práticas de prevenção”
 
Em razão da instituição da Comissão, a Associação dos Juízes Federais do Brasil - Mulheres (Ajufe Mulheres) irá promover o curso de formação sobre a temática “Assédio Sexual: teoria e práticas de prevenção”. O evento será realizado virtualmente nos dias 3 e 6 de maio, das 17h às 19h.
 
O curso visa contribuir para o desenvolvimento de diagnóstico institucional das práticas de assédio moral e sexual e discriminação, bem como fazer recomendações e solicitar providências às direções dos órgãos, aos gestores das unidades organizacionais e aos profissionais da rede de apoio, como ações de capacitação e acompanhamento de gestores e servidores. 
 
As inscrições estão abertas ao público e podem ser feitas por meio do link https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSciYOD4pj38_pdfiFxCALXEol7xfBqhqtc3TJqcDrcipPVzng/viewform